Loading...

segunda-feira, 28 de junho de 2010

O Verão chegou..

O verão chegou, grande parte da população fica em extase..
Eu nao, ainda agora começou o verão e já sinto saudades do vento frio de Inverno a contornar-me a cara, das noites escuras em que nem as estrelas oferecem luz á noite e a lua está do outro lado do mundo.. Saudades do som da chuva..as noites de trovoada em que os relampagos iluminam a paisagem em frente á janela do meu quarto,(á qual deixo de portadas abertas) com a sua luz pálida, naquele segundo o tempo parece parar sustenho a respiração na espera do trovão que com o seu som grave faz vibrar a minha janela,e nos mostra a força imensa da natureza, aguardo e chegam as primeiras gotas pesadas a cair na vidraça, curiosamente este som acalma-me como a chegada de uma visita que ja aguardava há muito tempo,as gotas aumentam a intensidade e o "zumbido" da chuva a cair torna-se constante..
Pouco depois ouço o som que nas cidades ninguem ouve.. ouço o revirar das folhas de sobreiro e eucalipto fustigadas pelo vento irregular, como um demónio travesso que foi preso durante os meses de clima ameno solta-se e nao deixa as arvores permanecerem estáveis sobre os seus troncos, salta de arvore em arvore dandos lhes vida com o movimento que as faz ondular ao mesmo tempo que as pesadas gotas de chuva as atingem vindas de todos os pontos cardeais.
consigo ficar á janela a admirar estas noites, este silêncio apenas perturbado pelos sons hamoniosos da natureza, quase uma orquestra caótica mas tranquilizadora..
É o encanto das noites de inverno.. até mesmo o aconchego da lareira ao som da chuva la fora tem a sua magia..

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Passado..

"Temos um passado pela frente.. é tudo o que temos de certo, dele podemos tirar ensinamentos.. o presente num instante já é passado, o futuro é um buraco negro que nem sabemos se existe.." o passado parece nos sempre longe . . eterno até.. o presente não lhe damos o valor devido.. passamos o tempo com o pensamento no futuro, á espera de um futuro melhor. E ás vezes deparamo nos com o o futuro que se tornou presente e fica o amargo de boca de saudades do passado que nos parecia eterno.. Dado adquirido que ia manter aquela linha.. tinhamos delineado um caminho que ia ser "gasto" vivido com a passagem do tempo.
Ninguem volta atrás para retomar o passado e mudar lhe o curso..há segundos que são autênticos cruzamentos definindo o nosso futuro e o presente de cada dia..coisas que o raciocinio lógico não entende, a pergunta "porque?" feita milhentas vezes ao nada, nunca obtêm resposta.

terça-feira, 8 de junho de 2010

sai um título pró post da mesa quatro..

Um blog, nunca imaginei que fizesse tal coisa(verdade seja dita )o meu neurónio solitário meteu baixa(falta de actividade) fez falta ajuda técnica.... Depois há que escrever coisas interessantes que outras "personagens" gostem de ler, porque??? eu com uma foto enorme de uma paisagem completamente descentrada consegui 3 seguidores:)..Talvez uma imagem valha realmente mais que mil palavras.. até porque a grande parte das palavras são vazias.
Sinceramante tenho pouca coisa interessante.. ao fim ao cabo isto é um blog de homem, não irá falar de flores, nem dos cortinados que este ano estão "in"a combinar com os tons deste verão..decoração de casa de homem que o seja realmente é uma grade de médias "Sagres"debaixo da mesa da sala(vi uma vez na "casa claudia" adorei) fazia um contraste fantáááástíco com o pó da sala, dava aquele ar rústico, aliado ao charme da mesa por levantar do dia anterior.. :)
Seguidores que queiram desistir de o ser, estão a tempo embora ja não se safam das cotas deste mês.